Search Results for "doença de pele"

Aug 24 2014

Como tratar a diarreia e diminuir os sintomas e desconforto da diarreia

É importante receber orientações de como tratar a diarreia e como diminuir os sintomas da diarreia constante ou da diarreia muito forte que provoca desconforto intestinal, infecção intestinal e vômitos. Veja também sobre diarreia verde, ou fezes verde

A diarreia é um sintoma comum de defesa do organismo e em quase a maioria dos casos a pessoa fica com este sintoma por poucos dias e sozinha a flora intestinal se reconserta e tudo volta ao normal.

Esta defesa é uma reação do organismo a alguma substância que não foi adequadamente absorvida, ou a algum germe ou bactéria que provocou o desarranjo. Trata-se então de uma função do nosso sistema imunitário que combate a infecção intestinal.

Em crianças, os sintomas de diarréia geralmente passam dentro de cinco a sete dias. Na maioria dos casos, a diarreia não dura mais do que duas semanas.

Em adultos, a diarréia geralmente melhora dentro de 2-4 dias. No entanto, ele pode durar mais tempo, dependendo do tipo específico de infecção envolvida. Por exemplo:

rotavírus – três aos oito dias

norovírus – cerca de dois dias

Campilobacteria e Salmonella infecções – dois a sete dias

Giardíase – várias semanas

Enquanto a pessoa espera por sua diarréia passar, você pode aliviar os sintomas, seguindo os conselhos descritos abaixo. Este conselho também se aplica se você estiver grávida ou amamentando e ter diarréia.

Leia dicas de estilo de vida mais saudável durante a amamentação.

Importante: beba muito líquido para voltar a se hidratar

É importante beber bastante líquido para evitar a desidratação. Tomar pequenos goles, frequentes de água. Caso também aconteça vomitos é mais provável você ficar mais rapidamente desidratado. Este procedimento é muito importante para os bebês e crianças pequenas para não ficar desidratado. Dê ao seu filho goles freqüentes de água, mesmo que eles estão com vômitos. Uma pequena quantidade é melhor que nada. Suco de frutas ou bebidas gasosas devem ser evitadas, pois podem agravar a diarreia em crianças.

Contacte o seu médico imediatamente se a criança apresenta sinais de desidratação, tais como:

irritabilidade ou sonolência

urinar com pouca frequência

pele pálida ou manchada

mãos e pés frios

Caso torne cada vez mais doente é importante a urgência médica, pois o quadro pode se agravar exigindo internação

 

No responses yet

Sep 03 2012

Dor nos olhos, inchaço nos olhos, Dor de cabeça muito intensa: Cefaléia intensa e dor nos olhos

Dor de cabeça intensa e dor nos olhos: Hiperemia conjuntival e cefaleia intensa de curta duração e inchaço nos olhos

As pessoas acometidas por esta doença apresentam cefaleia intensa, ou seja uma dor de cabeça muito intensa e dor nos olhos, principalmente uma dor unilateral do trigêmeo associada a lacrimejamento.

A dor é muito intensa, com pontadas rápidas acompanhadas de dor em um dos olhos, a pessoa lacrimeja e sente dor interna no olho.

Esta dor é unilateral, ocupa somente um dos olhos ou um dos lados da cabeça. Trata-se de uma cefaleia que está associada a outros sintomas provocando uma Síndrome denominada Síndrome SUNCT.

A síndrome SUNCT (cefaleia de curta duração, unilateral, neuralgiforme com hiperemia conjuntival e lacrimejo) é uma cefaleia primária caracterizada por dor unilateral do trigémeo, associada a sintomas autónomos cranianos ipsilaterais (injeção conjuntival e lacrimejamento).

A prevalência está estimada em aproximadamente 1 em 15.000. É ligeiramente mais predominante em indivíduos do sexo masculino (proporção homem/mulher de 1,5:1), com idade média de apresentação por volta dos 50 anos.

Alguns casos do síndrome de SUNCT foram descritos em crianças. A doença manifesta-se através de ataques de dor estritamente unilateral, de intensidade moderada a grave.

A dor é descrita como latejante e aguda. A síndrome geralmente afeta o ramo oftálmico do trigémeo, embora raramente, possa afetar qualquer parte da cabeça.

Na maioria dos casos, os ataques de dor são desencadeados por estímulos cutâneos (mas não por álcool ou nitroglicerina).

Veja mais sobre cefaleia intensa, dor de cabeça intensa, dor nos olhos, inflamação nos olhos, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

 

No responses yet

Jul 28 2012

Causas da infecção intestinal e diarreia constante: Infecção intestinal por Cepas – bactérias, fungos e agentes nocivos

As principais causas da infecção intestinal e da diarreia constante: Infecção por cepas e bactérias

As bactérias estão presentes em nosso ambiente e logicamente em tudo que tocamos, ingerimos e até respiramos. A infecção intestinal e a dirréia causada por bactérias, fungos e/ou cepas podem provocar desestabilização séria em nosso organismo e consequentemente debilidade do nosso sistema imunológico.

A infecção intestinal e a dirréia crônica ou diarreia constante é sinal de que algo em nosso organismo está tentando se defender de uma substância nociva e prejudicial no trato intestinal.

Várias cepas diferentes como a Salmonella  são que bactérias podem causar a doença intestinal. A bactéria Salmonella typhi  causa a doença mais grave, a febre tifóide, que é comum em países em desenvolvimento. O Centro Nacional de Doenças Infecciosas relata uma estimativa de 12,5 milhões de casos de febre tifóide no mundo a cada ano. Nos Estados Unidos, cerca de 400 casos ocorrem a cada ano, a maioria em pessoas que viajaram para países em desenvolvimento.

A febre tifóide é transmitida quando as pessoas comem ou bebem água ou alimentos contaminados com a bactéria.

As pessoas infectadas podem ter, além da infecção intestinal e diarreia forte,  uma febre alta, dor de cabeça, cansaço ou fraqueza extrema, dor de estômago, perda de apetite e, às vezes uma erupção na pele de forma plana e vermelha. A vacinação para viajantes pode ajudar a prevenir a febre tifóide, e os antibióticos podem ajudar os pacientes que se tornam doentes.

A diarreia constante e a infecção intestinal também prejudica todo o sistema  Gastrointestinal, ou seja, significa que pode provocar alterações sérias nos  órgãos do sistema digestivo, o sistema que processa alimentos. Este sistema  inclui a boca, esôfago, estômago, intestinos, cólon e reto e outros órgãos envolvidos na digestão, incluindo o fígado e o pâncreas.

A doenças no Intestino, como a infecção intestinal provoca alterações e mal funcionamento dos tubos musculares em que o alimento passa através e durante a digestão depois de sair do estômago.

Quando afeta Fígado que é um órgão grande localizado por baixo das nervuras no lado direito do corpo. O fígado realiza numerosas e funções químicas essenciais para a saúde e as alterações no curso deste funcionamento provoca quebra da imunidade e favorecimento de inúmeras doenças.

É importante averiguar e tratar adequadamente a infecção intestinal e os sintomas de diarreia constante, pois receitas caseiras e tentativas de conter os sintomas podem mascarar uma doença mais séria e as consequências serão sentidas tarde quando da procura de um especialista.

Voce pode ter mais informações neste site sobre infecção intestinal, diarréia constante, diarreia crônica, diarreia verde, fezes verde, etc. acessando estas categorias ou clicando nos links deste post.

Há mais de 200 posts explicando e comentando sobre infecção intestinal e diarreia neste site. Clique e confira.

 

No responses yet

Jul 23 2012

Excesso de cabelo: Cabelo no rosto, excesso de sobrancelha, cabelos na testa

Pessoa com muito cabelo: Cabelo na face, cabelo na testa, sobrancelha muito cabeluda

O excesso de cabelo na face, excesso de sobrancelhas, cabelo muito espesso e rosto com cabelo podem ser sinais de uma síndrome denominada Síndrome de Cantu.

A síndrome de Cantu é uma doença rara caracterizada por hipertricose congénita, osteocondrodisplasia, cardiomegalia e dismorfismo.

Até ao momento, foram descritos poucos casos na literatura desta sindrome.

;Entre as pessoas descritas, algumas características dismórficas incluem macrocefalia e uma face grosseira com sobrancelhas espessas, cristas supraorbitais prominentes, ponte nasal larga, narinas antevertidas, filtro longo e largo, boca prominente com lábios cheios e macroglossia.

Os indivíduos afetados têm hipertricose com cabelo espesso estendendo-se para a fronte e pêlo corporal aumentado de forma generalizada.

A cardiomegalia está presente na maioria dos doentes com derrame pericárdico ocasionalmente presente. Achados adicionais na maioria dos doentes incluem crânio espesso, costelas largas e alargamento metafisário dos ossos longos com canais medulares aumentados. Em vários doentes foi descrito atraso mental ligeiro.

A maioria dos casos parecem ser esporádicos mas foram descritos alguns casos familiares com hereditariedade predominantemente autossômica dominante.

 

No responses yet

Jul 17 2012

Doença que provoca olhos caídos: Pálpebras caídas e doença progressiva dos músculos oculares

Os sintomas de olhos inchadosPálpebras caídas, doença dos músculos oculares e fraqueza muscular progressiva ocorre por uma doença denominada oftalmoplegia crônica.

Esta doença ocular com fraqueza muscular progressiva da pálpebra provoca o fechamento do olho, pois acontece a dificuldade de abrir as pálpebras sendo que estes sintomas podem ser totalmente e permanentemente isolado. No entanto, em uma minoria dos casos está associada com miopatia esquelética, que envolve os músculos predominantemente axiais ou proximal e que causa cansaço anormal e fraqueza muscular mesmo permanente.

Neste caso, a afecção é ainda denominado oftalmoplegia progressiva isolado externo. Uma grande proporção de oftalmoplegias crônicas estão associadas a outros sintomas, levando ao padrão desta doença multissistêmica. Os sintomas associados são muito diversos: sinais neurológicos (perda de audição, retinopatia, distúrbios cerebelares, neuropatia periférica, etc), doenças endócrinas (diabetes, hipogonadismo, hipoparatireoidismo, etc), rins (insuficiência renal, tubulopatia, etc) e distúrbios cardíacos (distúrbios de condução, miocardiopatia, etc.) Algumas associações de sintomas permitir a identificação de síndromes apresentando oftalmoplegia, como Kearns-Sayre ou encefalopatia mioneurogastrointestinal (MNGIE). As causas de oftalmoplegia crônica são múltiplas. A maioria das afecções são devidos a uma doença mitocondrial mas a causa da disfunção mitocondrial é variável (mutações pontuais, deleções do DNA mitocondrial, alterada do gene nuclear com efeitos sobre o ADN mitocondrial, tais como a fosforilase thymidime em MNGIE). Outras etiologias são sugeridas miastenia clássica, distrofia oculofaríngea e síndrome miastênica congênita. Todos os três afetos resultado em manifestações isoladas musculares, sem defeitos multissistêmicas, enquanto doenças mitocondriais levar a ambas as formas estritamente musculares e formas generalizadas e multissistêmica.

 

2 responses so far

Jul 11 2012

Doença que provoca dor nas articulações e fraqueza nas pernas: Sintomas de ferida na pele podem indicar a gravidade da doença

Os sintomas de feridas nas pernas, feridas na pele e fraqueza muscular com dor nas articulações, podem indicar uma doença denominada Síndrome de Schnitzler.

Esta doença provoca feridas na pele de cor rosa, dor intensa nas articulações, dificuldades em andar e se locomover, fraqueza nas pernas.

Esta síndrome é provavelmente uma desordem adquirida auto-inflamatória com progressão descontrolada.

Achados histopatológicos da pele são dignos de nota mostrando um infiltrado neutrofílico da derme, sem vasculite e sem edema significativo, característica de neutrofílica urticariforme dermatose.

Uma resposta rápida e intensa ao tratamento é de suporte anakinra do diagnóstico. O diagnóstico diferencial inclui adulto-início doença de Still, vasculite urticariforme hipocomplementica, crioglobulinemia, síndrome de hiper IgD, e deficiência de inibidor de C1 adquirida (ver esses termos). O tratamento inicial deve incluir um exame da medula óssea, imunoelectroforese de proteínas do soro e na urina, e determinação de subtipos de imunoglobulinas. Os dois últimos exames pode então ser usado para o seguimento numa base semestral. Os linfonodos devem ser biopsiadas quando são ampliadas. Alguns tratamentos proporcionar uma melhoria apenas incompleta e / ou transitória ou controle dos sintomas (esteróides, não-esteróides anti-inflamatórios, colchicina, dapsona, peflacine, fototerapia), enquanto outros são mais ineficazes (anti-histamínicos, o rituximab, imunoglobulinas intravenosas, TNF- Os agentes bloqueadores, drogas imunossupressoras). Em contraste, a IL-1 receptor antagonista anakinra alivia todos os sintomas dentro horas após a primeira injeção.

No local de injeção são freqüentes e às vezes com anakinra grave, e pode ser uma preocupação real. A contagem de neutrófilos devem ser monitorados. O prognóstico depende do desenvolvimento de complicações linfoproliferativas como o mieloma linfoma, IgM ou doença de Waldenström (ver esses termos). Embora estas complicações apenas tenham sido relatado em cerca de 20% dos casos, a sua incidência pode ser maior, uma vez que geralmente se desenvolvem mais de 10 a 20 anos após os primeiros sinais da síndrome.

 

No responses yet

Jul 10 2012

Fadiga extrema, dor nas articulações, fraqueza nas pernas e erupção cutânea.

Os sintomas de fraqueza nas pernas, fadiga constante, dor nas articulações e pequenas feridas nas pernas podem indicar uma doença denominada Síndrome de Schnitzler.

A Síndrome de Schnitzler é uma doença rara e pouco diagnosticada em adultos caracterizados pela recorrente febril erupção óssea e / ou dor nas articulações, gânglios linfáticos aumentados, fadiga constante, um componente monoclonal IgM, leucocitose e de resposta inflamatória sistêmica.

A prevalência é desconhecida e cerca de 150 casos foram relatados, principalmente na Europa. Há uma ligeira predominância do sexo masculino e com idade média de início da doença é de 51 anos.

O Tempo para o diagnóstico, muitas vezes superior a 5 anos. O primeiro sinal clínico é geralmente uma erupção cutânea ligeira ou pruriginosas. Lesões elementares são rosa ou máculas ou placas vermelhas ligeiramente elevados, o que resolver em 24 horas.

As lesões podem ocorrer em cada parte do corpo, embora o envolvimento da face e extremidades é raro.

A freqüência e a duração das erupções são variáveis. Quase todos os pacientes desenvolvem febre intermitente e temperatura do corpo pode se elevar acima de 40 ° C. A febre é geralmente bem tolerado e calafrios são raros. Cerca de 80% dos pacientes apresentam alterações ósseas e / ou dor nas articulações.

Envolvimento do osso é comum, e 30 a 40% dos pacientes apresentam lesões ósseas em estudos de imagem.

Níveis de IgM pode permanecer estável ou aumentar progressivamente a uma taxa de cerca de 0,5 a 1 g / L / ano.

Outros sinais incluem elevada taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR), anemia inflamatória vezes com trombocitose (até 50% dos casos), os nódulos linfáticos palpáveis ​​(45%), e hepática ou o aumento do baço (30%). O componente de IgM monoclonal é uma característica definidora da doença.

Amiloidose AA inflamatório pode ser uma complicação grave. A doença segue um curso crônico. Etiologia é desconhecida, mas a síndrome é provavelmente uma desordem adquirida auto-inflamatória. Ele compartilha muitas características com determinadas geneticamente auto-doenças inflamatórias. O diagnóstico é baseado em uma combinação de achados clínicos, laboratoriais e radiológicos e na exclusão de outras causas.

 

No responses yet

Jul 04 2012

Doença das unhas: Infecção de pele, feridas nas mãos, feridas nas unhas, unhas muito escuras

Unhas escuras, dor nas unhas, pus embaixo das unhas, unhas muito grossas e outras anomalias nas unhas podem sugerir uma doença importante de ser investigada

Os sintomas de feridas na pele, feridas nas mãos, feridas embaixo da unha, infecção da unha, etc. Pode estar associado a uma doença denominada Candidíase Mucocutânea Crônica (CMC).

Esta doença que provoca a infecção principalmente da unhas inclui um grupo de doenças raras com alterações nas respostas imunológicas, seletiva contra Candida, caracterizado por infecções persistentes e / ou recorrentes de pele, unhas e membranas mucosas, causadas por organismos do gênero Candida, principalmente Candida albicans.

Estas infecções atingem manifestações restringidas a unhas das mãos e do unhas do pé, associados com baixas concentrações de ICAM-1 no soro quando investigado.

Os pacientes apresentaram distrofia ungueal com hiperceratose e unhas escuras e grossas, envolvendo todas as unhas das mãos e dos pés. Os pacientes pode ser infectados por diferentes tipos de a Cândida género, que apontam para inabilidade do sistema imunitário para responder ao estímulo antigénico específico contra Cândida. A investigação desta doença sugere uma herança autossômica dominante com penetrância incompleta. O locusda doença foi designado para a região do cromossoma pericentromérica 11p12-q12.1. O diagnóstico da doença das unhas é atualmente realizada através da análise microbiológica das amostras de unhas obtidos por corte e scarifing pelos sites lesionais, com exclusão do sistema endócrino coexistente ou doenças auto-imunes; ICAM-1 baixos níveis séricos. Tratamento tópico e sistêmico com resultados antimicóticos drogas em recuperação temporária é indicado, mas é incapaz de atingir a remissão completa. Resultados foram obtidos com Promishing anfotericina B.

 

No responses yet

Jun 19 2012

Criança com bolhas na pele, inchaço nos olhos, febre muito alta: Síndrome Articular Neurológica e Cutânea

Nesta doença as crianças apresentam bolhas na pele, inchaço nos olhos,  febre muito alta e erupções ou feridas nas mãos e no rosto.

Crianças que apresentam muita febre com erupções cutâneas, feridas na pele, dor nas articulações e perda auditiva, podem estar comunicando sintomas importantes de uma doença denominada Sindrome Articular Crônica Neurológica e Cutânea (CINCA)

Esta doença é caracterizada por erupções na pele, comprometimento articular, meningite crônica com granulócitos e, em alguns casos, perda auditiva neurossensorial e sinais oculares. Apesar de apenas uma centena de casos terem sido relatados em todo o mundo, esta síndrome está cada vez mais reconhecida por pediatras. A erupção cutânea maculopapular urticariforme é muitas vezes presente no nascimento, mas varia com o tempo. Esta erupção é mais corretamente descrita como urticariforme-like, com um infiltrado inflamatório perivascular, incluindo granulócitos. A febre é inconstante e muitas vezes mais leve. Sinais conjuntos são variavelmente expressa e pode levar ao inchaço transiente sem sequelas entre as crises, ou a anomalias imprevisíveis de cartilagem de crescimento e epífises de ossos longos sugestivos de uma doença pseudo-tumoral, que, quando biopsiado, revelam cartilagem hipertrófica sem células inflamatórias. O envolvimento do sistema nervoso central é revelado por dores de cabeça crônicas devido a meningite crônica com granulócitos. Nas formas graves, déficit intelectual pode ocorrer. Envolvimento sensório inclui manifestações de inflamação ocular (uveíte, envolvimento papilar e neurite óptica, o que pode levar à cegueira) e a perda auditiva neurossensorial progressiva, muitas vezes. A síndrome progride em um contexto de inflamação crônica. Atraso de crescimento pode ser observado e algumas crianças que nascem prematuros e dismature.Amiloidose secundária pode aparecer. As análises de laboratório documentam uma síndrome inflamatória inespecífico com anemia, hiperleucocitose granulócitos, elevada taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR) e elevadas concentrações de proteína C reativa. Sem auto-anticorpos ou deficiência imunológica são detectados. A maioria dos casos são esporádicos.

 

No responses yet

Jun 18 2012

Bolhas na pele de crianças com febre alta. Dor nas articulações em crianças e inflamação nos olhos

Alguns sintomas que ocorrem concomitante com febre alta em crianças podem revelar sinais de uma doença mais grave que deve ser observado pelos médicos e por pais.

Os sintomas de bolhas na pele ou feridas na pele, febre muito alta, dor nas articulações, perda auditiva e inchaço nos olhos com uveite ou neurite optica são sintomas importantes presentes na Sindrome Articular Crônica Neurológica e Cutânea (CINCA)

Esta doença atinge crianças e pode estar presentes desde o nascimento ou com formas mais tardia de início.

As razões e características desta síndrome estão disponíveis neste site e podem ser consultadas acessando as palavras chaves deste post.

Formas familiares com transmissão autossómica dominante têm sido descritos como gênese desta doença. Mutações no CIAS1 gene foram identificadas em 60% dos pacientes, quer com as formas esporádica ou familiar. Este gene é altamente expressa em células do sistema imune inato, especialmente nos granulócitos e monócitos. Ele codifica a proteína Criopirina, que desempenha um papel importante no controlo da resposta imune, especialmente a resposta imune inata. Mutações nesse gene também estão envolvidos na urticária ao frio familiar e Muckle-Wells síndrome, duas doenças fenotipicamente relacionados (ver esses termos). Estas três síndromes correspondem a um continuum de doenças de gravidade crescente: urticária ao frio familiar é a forma mais benigna, CINCA o mais grave, e Muckle-Wells corresponde a um fenótipo intermediário. O diagnóstico é baseado na observação clínica e é confirmado por análises genéticas. O diagnóstico diferencial deve incluir sistêmicas auto-inflamatórios transtornos. As abordagens terapêuticas utilizando vários anti-inflamatórios e imunossupressores têm fornecido resultados decepcionantes. Os corticosteróides podem parcialmente melhorar os sintomas, mas à custa de elevada toxicidade. Anakinra, um antagonista do receptor da interleucina-1 do receptor beta provou ser eficaz contra os sinais inflamatórios, assim como contra a hipertensão intracraniana e perda de audição (se não é demasiado longa). No entanto, não há nenhum efeito sobre o envolvimento hipertrófica articulação. Existe uma vasta gama de variação na severidade da síndrome. Alguns pacientes apresentam com o total de início precoce quadro clínico patognomônico, com envolvimento do sistema nervoso central e artropatias de início precoce. Sua qualidade de vida é muitas vezes deficiente e o prognóstico funcional depende da ocorrência de retrações tendíneas resultantes das artropatias. Alguns pacientes apresentam um quadro clínico mais leve e melhor qualidade de vida.

 

No responses yet

Older posts »