Crianças com Distúrbios da Fala: Crianças com dificuldades de linguagem – Displasia Desenvolvimental – Síndrome de Billard-Toutain-Maheut

A displasia desenvolvimental é uma Síndrome caracterizada por dificuldades significativas na aquisição da linguagem expressiva em crianças de inteligência adequada em um ambiente normal, sem outras anormalidades ou lesões cerebrais detectáveis.

criança com dificuldades na fala

criança com dificuldades na fala

Esta doença provoca atraso na linguagem, déficit de linguagem, criança com fala incompreensível, dispraxia, etc.

Esta síndrome afeta entre 2 e 5% das crianças. Algumas formas raras de deficiência na linguagem persistem até idade adulta, caracterizada por linguagem anormal expressiva, especialmente imparidade fonológica e déficit de sintaxe.

Em muitas famílias em que foram diagnosticadas esta síndrome, a prevalência foi maior no sexo masculino.

Estudos dessas famílias, bem como outros estudos de gêmeos, indicam um papel significativo no desenvolvimento de fatores genéticos que afetam a fala e provocam os transtornos de linguagem.

Sugerem que o modo de transmissão da doença é por herança monogênica, provavelmente autossômica dominante.

Crianças que desenvolvem essa síndrome apresentam dificuldades na gramática e na língua, prejudicando a comunicação. Apresentam ainda dispraxia, com discurso incompreensível ou de difícil entendimento ao ouvinte ingênuo.

Pelos estudos e pesquisas foi demonstrado que a doença pode ser causada por uma mutação no gene FOXP2, que pode ser a primeira visão da genética molecular do processo de desenvolvimento que culmina na fala e linguagem. No entanto, este gene não é claramente o único envolvido, e fatores epigenéticos provavelmente também desempenham papel significante.

Veja mais sobre distúrbios da fala, crianças com problemas de linguagem crianças com fala incompreensível, dispraxia em crianças, distúrbios da fala, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

22 responses so far

  • sonia says:

    ola tenho um netinho que tem cisto aracnoideos e esta com atraso na fala !! gostaria de saber se com o tempo ele vai falar normal esta com quase 3 aninhos e perguntei p o medico se este cisto some ele disse que tem casos que sim o cisto que deu é temporal o que significa isso?? aguardo contato obrigada

  • magaly says:

    Meu filho tem 4 anos e meio, ele começou a falar com 3 anos e meio, faz fono 2 x semana tem 1 ano, mas fala ainda é comprometida, ele tem dificuldades elaborar frases com complexa, ainda confunde banana com nanana, fala trem, exite algum tipo de exame mais elaborado, a fono disse que ele ira falar até 5 anos, pois ele começou a falar com 3. Fico desesperada. aguardo contato obrigada.

    • Cintia says:

      Oi amiga como vai eu filho, o meu esta passando pelo mesmo problema, estou levando ele para a fono e vou passar pelo neuro tb, pois tenho medo dele ter alguma sindrome do desenvolvimento. um bj mande noticias!

  • Giana says:

    Gostaria de me pronunciar sobre o artigo acima, que na sua tradução cometeram alguns equivocos.
    A tradução correta de Syndrome developmental dysphasia é = SINDROME DA DISFASIA DO DESENVOLVIMENTO, é um transtorno do desenvolvimento caracterizado por falha na aquisição da linguagem decorrente de disfunções encefálica envolvendo circuitos relacionados à compreensão, desenvolvimento e programação da linguagem oral
    Para que o diagnóstico de disfasia seja feito, é necessário preencher alguns critérios
    ▪Manifestações precoces
    ▪Ausência de componente degenerativo
    ▪O transtorno da linguagem não pode ser atribuído a outras condições, como déficit auditivo, retardo mental, autismo ou privação social
    ▪Na presença de qualquer situação associada, o transtorno de linguagem é maior do que o esperado
    De modo geral, atraso da aquisição da linguagem oral tem sido identificado em 7% de crianças na idade escolar. Disfasia de grau variado pode ser observada em 0,5 a 2,0%.
    Etiologia
    A disfasia pode ser congênita ou adquirida em uma fase da infância que antecede a aquisição de linguagem oral. A etiologia é desconhecida na maioria dos casos. Influência genética pode ser observada em cerca de sessenta por cento dos casos. Entre parentes diretos de crianças disfásicas é possível encontrar casos de TDAH, discalculia, dislexia ou disfasia. Erros de migração neuronal, heterotopias corticais ou subcorticais, atraso da mielinização ou lesões isquêmicas por oclusão vascular são as principais causas

    DEL-déficiti específico da linguagem, caracteriza-se por um desenvolvimento lingüístico retardado e/ou atípico, sem haver causa aparente para isso. Estudos sugerem que esse déficit remete a problemas de ordem genética que comprometem o curso normal da aquisição da língua materna sem descartar a influência do ambiente, já que a crianças adota o adulto como modelo, gerando assim um reforço, ora positivo, ora negativo.

    Displasia, no contexto da saúde, é um termo generalista utilizado para designar a ocorrência de anomalias relacionadas ao desenvolvimento de um órgão,tecido ou celular.
    Os problemas de comunicação relacionados à fala são mais facilmente observáveis do que qualquer outro.
    As principais dificuldades apresentadas na produção dos sons da fala são:
    - trocas de fonemas (diz tachorro para cachorro)
    - omissões articulatórias (diz sovete ao invés de sorvete)
    - distorções fonêmicas (os sons são produzidos, mas não de forma nítida, como o /s/ com a língua entre os dentes).

    Aos 5 anos espera-se que a criança já tenha adquirido todos os fonemas necessários para manter uma conversação normal.

    Espera-se também que, nesta idade, a criança já tenha abandonado há algum tempo a sucção da chupeta, da mamadeira e do dedo e que já esteja se alimentando basicamente de produtos sólidos.
    Quando a criança fala algo errado, não se deve repetir a palavra incorreta para depois falar a certa, mas apenas apresentar o padrão correto. Este procedimento impede que a criança se confunda.
    As trocas apresentas na fala podem ou não ser transpostas para a escrita. Porém, sabemos que quanto antes o tratamento fonoaudiológico for iniciado, menos chances correremos de ter uma criança com um distúrbio de escrita.

    O fonoaudiólogo é o profissional da saúde especializado no diagnóstico e no tratamento de crianças e adultos, que apresentam problemas na comunicação oral ou escrita.

    Sempre me perguntam sobre o momento para procurar um fonoaudiólogo quando a criança é ainda pequena, então aqui vai uma lista de sinais para ter uma idéia de quando procurar ajuda profissional para seu filho de até dois anos. Assinale as alterantivas que você percebe nele:
    ( ) já estava falando e parou de falar
    ( ) não se assusta nem parece tomar conhecimento de sons fortes
    ( ) parece não se interessar por sons de brinquedos, música, fala de outras pessoas ou ruídos
    ( ) emite poucos sons de fala
    ( ) de 18 meses a 2 anos não fala nada que possa ser compreendido pelos pais ou apenas pouquíssimas palavras
    ( ) de 18 meses a 2 anos aponta para pedir o que quer
    ( ) não desenvolve vocabulário (palavras novas)
    ( ) parece não entender coisas simples
    ( ) não reage aos sons da casa ( portas abrindo e fechando, toque de telefone, objetos que caem, etc)
    Cada criança tem seu desenvolvimento próprio e não é possível constatar se há problemas ou não só pelos sinais, mas estes sinais alertam para uma possível alteração que pode ser resolvida com mais rapidez quanto mais cedo a família procurar um fonoaudiólogo.
    Nestas idades precoces é comum que o fonoaudiólogo trabalhe com aconselhamento familiar e acompanhe a criança periodicamente, sem ainda entrar para tratamento direto em fonoterapia.
    Chega de esperar para ver se crescendo resolve! Busque ajuda o quanto antes e poupe seu filho de problemas futuros!

  • maria cristina says:

    Boa noite, tenho um filho de 6 anos , apresenta alteração significativa de fala,, acretito q seja apraxia quero muito um tratamento adequado e o que tem de mais moderno, ele faz fono desde 1 ano e 6meses… onde posso buscar ajuda??

  • lucineide firme says:

    Boa noite , estou muito preoculpada com meu filho , ele tem 3 anos i ele tem muita dificuldades na fala. Ele fala bem pouco mas quando vai fala , fala tudo embolado não da pra entender quaze nada doque ele fala.
    Eu não consigo entender nada , alias ninguem entende oque ela fala.

  • Márcia says:

    Tenho um neto de 2 anos e dois meses que não fala nada, nem mamãe ,nem papai. Ele escuta muito bem e se assusta quando ouve sons fortes. Ele faz o som do cachorro, auau e da galinha, cócó e fala não.
    Minha filha acha normal, mas como sou professora de Creche e trabalho com crianças da mesma faixa etária dele, acho que não é normal.

    • Erich says:

      Oi Marcia, minha sobrinha tbem tem exatamente esse problema,,, a mae leva ela ao Fono, mas ela tem desenvolvimento muito fraco… aos 3 anos ela nao fala “nenhuma frase inteira”… só paiê.. tô… mão
      Voce conseguiu identificar auql o problema do seu neto??? abraços

  • Karolina says:

    Boa Noite a todos! tenho uma filha linda e inteligente que nasceu com laringomalacia e ficou seis meses com UTI. Hoje ela tem quatro anos e esta apreendendo a falar. Já fizemos todo tipo de exames, mas até hoje não sabemos o que levou ao atraso da fala. Ela ainda tem a laringomalacia, mas os médicos otorrinos não consideram reflexo na fala dela, já os neuros falam que tem relação… Nesse jogo eu, minha filha e familia ficamos na mesma angustia. Desde que nasceu foi acompanhada por fono. parou durante um ano e meio e retornamos o acompanhamento uma vez que identificamos sua dificuldade na fala. Suas frases são cortadas, curtas e de dificil compreensão. pedimos que fale algo soletrado ela fala com perfeição, mas na hora de falar a palavra sai algo bem diferente….caso alguma mãe, ou profissional tenha alguma sugestão boa ou quera compartilhar sua historia, aguardatremos com carinho.

  • catia regina says:

    Boa Noite,

    Tenho um filho que acabou de completar 03 anos de idade, porém ainda não fala quase nada, somente mamãe , água e as vezes papai, quando tinha a idade de 1 ano chegou a pronunciar a palavra carro, e inteligentissimo e muito independente, quando quer as coisas ele mesmo faz , levei ao pediatra que me recomendou coloca-lo no colégio.
    Segui a recomendação , ele interage bem com os amiguinhos, brinca, desenha, mas percebo que esta bem atrasado em relação as crianças de sua idade.
    Ainda usa fralda pois não se manifesta por mas que ensine
    Poderia me ajudar uo indicar uma instituição gratuita para tratamento.

    no aguardo
    obrigada desde já

  • dani says:

    Karolina,
    meu filho tbm fala igual a sua,pelo menos me parece.,soletra,mas na hora de elaboar nao consegue.
    A fala tbm é anasalada,atem 6 anos,faz fono e nao sei o que ele tem.

  • Augusta Boaes says:

    Boa tarde, tenho um neto de um ano e meio que ainda não fala nada, apenas faz gestos para se comunicar, fico preocupada, pois tive dois filhos que falaram antes mesmo de completarem um ano. Gostaria de saber se isso é problema para preocupação.

  • luciene says:

    Boa noite tenho uma filha com 8 anos de idade e ela fala palavras sem muinta compreenção e quando fica nervosa comesa a gagejar, ela faz tratamento com fonodiologo desde os 3 anos e ainda assim apresenta muita dificuldades prejudicando-a na aprendizagem pois ela esta cursando o 1º ano do ensino fundamental e ainda não le mesmo reconhecendo as letras. Por favor não sei onde mais recorrer mim ajudem.Deus não desampara os sevos seus.

  • Lucas says:

    OLA PESSOAL
    EU QUANDO CRIANÇA ATÉ MEUS SETE ANOS NÃO FALAVA DIREITO (INCOMPREENCÍVEL), FIZ DOIS ANOS DE FONO E AGORA FALO NORMAL, MELHOR QUE MUITAS PESSOAS ATÉ, O TEXTO CHAMOU ISSO DE DOENÇA, ACHEI RIDÍCULO, CHAMANDO EU DE UMA CRIANÇA DOENTE, ISSO NÃO É DOENÇA E SIM UM PROBLEMA MUITO FÁCIL DE CORRIGIR , APENAS COM EXERCÍCIOS DE FALA, E O PROBLEMA É CONHECIDO COMO LÍNGUA PREGUIÇOSA E NÃO DOENÇA.

  • Pathrycia says:

    Olá, boa noite. Tenho um filho que irá completar 4 anos em janeiro de 2013, ele sabe ligar e desligar tv, quando quer comer algum biscoito que está em seu alcance, ele mesmo vai ao armário e pega, guardo tudo no lugar, porém ele não fala,ele so fica falando como criança de 1 ano. Ele tem uma grande mania de rasgar papel,não gosta muito de brincar com outras crianças.
    Levei ele ao Neurologista que o diagnosticou com Disturbia Na Fala,ele pediu uma Tumografia.

  • Andreza says:

    Oi Pessoal!

    Dolorido, eu diria! Ser mãe, já não é fácil e ainda ter “filhos especiais” como os nossos, eu diria: Que belo aprendizado! Tenho também um LINDO filho de 6 anos que não compreendemos em nada que ele fala. Ele se irrita porque não consegue se expressar e falar o que quer.. doe demais em nós “pais e mães” que não podemos ajudá-los. Eu já fiz de TUDO .. vários médicos e profissionais.. NINGUÉM tem explicação. Eu diria que são SERES ILUMINADOS demais que vieram para cá nos ensinar algo que não sabemos bem ao certo o que é. Meu filho vai a quase 5 meses em uma Clinica que tem todos os profissionais juntos (Psicólogas, fonoaudiólogas, psicopedagogas, musicoterapeutas, nutricionista, psicomotricistas) , e faz a terapia chamada “Ambientoterapia”. Alí ele fica 2 manhãs por semana e elas trabalham com um grupo de no máximo 10 crianças e fazem um trabalho LINDO, onde simulam situações do dia-a-dia e muitas brincadeiras e exercícios pedagógicos. Este grupo de 10 crianças se dividem em 3 sub-grupos e cada um destes sub-grupos ficam com 1 psicóloga, 1 fono, 1 psicopedagoga, logo fica 3 crianças e no mínimo 3 profissionais por hora. Após 1 hora os subgrupos trocam de profissionais e mantem seus coleguinhas e assim vai até acabar a manhã. Meu filho já evoluiu muito e sinto segurança em deixar ele lá. Quando a criança vai em uma psicóloga e em outra fonoaudióloga, faz um tratamento isolado e não tem outras crianças junto para estimular a brincarem uma com as outras e assim achei muito bom, pois tem mais crianças no grupo, com algum tipo de dificuldade , logo nossos filhos acabam vendo que não são ANORMAIS e assim aos poucos vão fazendo parte deste ENORME MUNDO DE DEUS.
    Mães… vejamos fortes e confiamos que tudo vai dar certo e tenhamos fé que se nossos filhos vieram com esta dificuldade, é porque algo eles tem a aprender e a resgatar nesta vida, e eu diria mais: que se eles nos escolheram como “MÂES” é porque somos muito BOAS para ajudá-los.. SEJAMOS FORTES!! Deus as abençõe!

  • Kika says:

    Boa noite, convivo com uma criança de 4 anos, ela não fala, OUVE BEM, mas não fala, faz acompanhamento com fonoudiólogo, psicologa, já realizou vários exames e já foi a vários especialistas (geneticista, neuropediatra, pediatra), vai a escola, porém, até o momento não “falaram” o diagnóstico, nunca fecharam um diagnóstico. Percebi alguns “atrasos”, ela demorou a pular, têm dificuldade para bater palmas (coordenação), corre com os braços abertos, é orientada em espaço…

  • Cristiane says:

    Tenho uma filha de 7 anos e desde os 2 anos passa com Terapeuta Ocupacional, Psicopedagoga, Fonoaldiologa, esta na 1 serie, tem dificuldades na fala, foi diagnosticada com um cisto aracnoide, mas nao é a principal causa, com esses estimulos ele melhorou muito mas ainda tem dificuldades e hj a dificuldade maior é na escola, aprendizagem…, e a pronuncia ainda continua comprometida, Agora estamos com problemas com relação aos direitos dela na escola, por conta da dificuldade de concentrar-se apresenta dificuldades de aprendizagem!
    Bom as mães que quizerem compartilhar e ajudar uma a outra estou tb a disposição…
    cristianepriscilla@hotmail.com

  • Gustavo says:

    oi meu nome é Gustavo tenho 12 anos e ainda falo errado faço fono deste do meus 3 anos e parece de não mudou nada, existe algo que eu posso fazer para mim curra? na escola eu vou bem mas eu escrevo errado e falo errado. quando eu crescer isto vai passar (os erro mais bobos da escrita é toca tipo fou por vou, s por z e x por ch e na fala a mesma coisa e até parece que a minha foz é fina) e quando eu falo eu ouço como se tivesse falado coredo e grosa mas quando eu gravo eu ouço a minha faz fina e falando errado

  • Lucia Valadares says:

    SOU LUCIA MAE DO FILIPE, QUE ESTA COM DEZ ANOS. FILIPE QUANDO NASCEU ESTAVA COMEÇANDO ENTRAR EM SOFRIMENTO, MAS TEVE NOTA 8,5 PELA PEDIATRA, CHOROU AO NASCER, SO Q. COM 3 MESES FOI DIAGNOSTICADO LARINGOMALACIA, POIS RESPIRAVA MUITO MAL, MAS AO 2 ANOS ESTAVA CURADO; AH! ELE ERA HIPOTONICO, TEVE DE FAZER FIOTERAPIA PRA SENTAR, MAS BASTOU 4 SESSOES JA SENTOU, PRECISAVA SO DE UM ESTIMULO, COM UM ANO E TRES MESES, ELE COMEÇOU A FALAR PAPAI, MAMAE, VOVO, SO Q. DEPOIS ELE PAROU, AI FICAMOS ESPERANDO, COM DOIS ANOS E MEIO FEZ FONO DEPOIS PAROU, COM TRES ANOS E MEIO VOLTOU, DEPOIS TORNOU A PARAR, E NADA DE FALAR! FIZEMOS RESSONANCIA E CONSTATOU Q. O CEREBRO DELE ERA DA IDADE DELE; OS MEDICOS NAO DAVA UM DIAGNOSTICO PRECISO, MAS NOS SEMPRE BUSCANDO EM DEUS, COM FE ACIMA DE TUDO. RESUMINDO: HOJE O FILIPE SABE TUDO, A COMPREENSAO DELE E OTIMA , MAS NAO FALA QUASE NADA A UNICA COISA Q. FALA BEM E PAPAI; ENTAO RESOLVI PESQUISAR POR CONTA PROPRIA, ACHEI VARIAS REPORTAGENS, DENTRE ELAS ESTA A APRAXIA, Q. NUNCA TINHA OUVIDO FALAR; VOU CONTINUAR INVESTIGANDO, E COM AJUDA DO MEDICO DOS MEDICOS QUE E DEUS VOU DESCOBRIR O QUE MEU FILHO AMADO TEM PARA SER SOLUCIONADO…EU CREIO!!!

  • Esperança says:

    Oi sou de Angola e tbem estou muito aflita, meu filho faz 4aninhos começou a falar com um ano e meio e de repente paruo de falar, agora diz mama e papá uma vez ou outra já nao sei o fazer, por favor indique uma boa clinica no brasil que eu possa ir pra la, pk meu filho já sofre descriminaçao na escolinha e foi espulso por falar…..

Leave a Reply

Spam protection by WP Captcha-Free