Doença Válvula Aórtica Bicúspide – Malformação Cardiovascular

A doença cardiovascular valva aórtica bicúspide (BAV) pode ser detectada por meio de corte transversal e do Doppler.

valva aórtica bicúspide

valva aórtica bicúspide

 

Exames de necropsia e alguns estudos ecocardiográficos mostram uma prevalência desta doença cardíaca de 0,5% para 2,0% das pessoas, sendo mais prevalentes na população masculina. Portanto, não é uma condição rara.

A anomalia válvula aórtica bicúspide é frequentemente associada a outras malformações cardiovasculares, como coarctação da aorta e dilatação da aorta.

A válvula aórtica bicúspide está associada a uma série de complicações, como estenose aórtica, regurgitação aórtica, dissecção aórtica, e endocardite infecciosa. 

Indivíduos com esta anomalia devem ser cuidadosamente monitorizados para provas de dilatação da aorta e disfunção valvular. 

Há relatos de familiares por natureza desta doença que são compatíveis com herança autossômica dominante com penetrância reduzida especialmente nas mulheres.

Veja mais sobre doenças cardíacas, malformações cardíacas, malformações cardiovasculares, dilatação da aorta, estenose aórtica, endocardite infecciosa, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

74 responses so far

  • Patricia Morais de Brito says:

    Eu descobri agora com 32 anos que tenho essa válvula bicúspide e a minha médica passou um remédio pra controlar a pressão arterial e assim proteger também o coração, fiquei com um pouco de medo mas ela disse que estava tudo bem!!!!

  • Érika Christina Rezende says:

    Eu tenho 15 anos e tenho algumas duvidas tenho a maioria dos sintomas, mas é uma doença que não se encaixa na minha faixa etária gostaria de opiniões sobre o que devo fazer. Obrigado.

    • Diogo says:

      Não é por teres 15 anos que não podes ser portador da doença. A mim foi me descoberto com 11 anos, e ao que parece as más formações nascem connosco, como foi o meu caso.

  • Michelli Moreira says:

    Descopri que tenho a valvula bicúspidi a 6 messes, e tambem que tenho prolapso da mitral e insuficiencia na aortica leve. Tenho 28 anos, Minha medica passou remedio mais ainda tenho sintomas frequentes, fico muito assustada, pois tenho duas filhas. Queria saber se e caso de operação.Obrigado

  • miguel famalicao says:

    boa tarde eu descobri a cerca de 2 anos k tambem sofro de valvula aortica bicuspide. . . ao principio tb fiquei muito assustado mas agr com toda informacao as coisas vao melhorando . . . apenas temos de ter cuidado com as infecoes especialmente dentarias para nao causar endocardite. . . . de resto é ter uma vida normal e esperar k o tempo nos diga se precisamos de operacao ou nao. . . a operacao é um processo simples e frequente nos dias de hoje com boa recuperacao de todos os doentes trocando a valvula (gasta) por uma biologica ou mecanica ambas com vantagens e desvantagens. . . e podemos ainda ser possivel a recuperacao da valvula original. . . mas temos de pensar positivo e viver o nosso dia dia como pessoas normais que somos . . . e apenas ter o cuidado de vigiar a (doenca). . . e erika sim é possivel k tenhas este problema nao a faixa etaria para este tipo de coisas é uma ma formacao congenita é uma coisa k nasce ja assim aconselho-te fazeres um ecocardiograma so assim podes saber ao certo o k tens mas nao te preocupes. . . . . . va tomem conta dos vossos coracoes:) e lembrem-se enquanto ele bater temos sempre motivo para sorrir mesmo k por tras do sorriso esteja uma pekena tristeza escondida. . . . abraco a todos . . .

  • suzane says:

    eu descobri tem uns seis meses que ,o meu filho de 16 nao tem a valvula bicuspide.ja fomos ao medico ele fez o dopler.o medico disse que ele pode ter uma vida normal desde que tome o remedio.e quando tiver que fazer qualquer cirurgia tem que tomar um antibiotico 4 horas antes.ele pode msm ter uma vida norma l?ele pode fazer exercicios?ele quer ser militar o sonho dele é entrar para as forças armadas.ano que vem ele vai fazer escola tecnica de construçao naval. será que ele vai poder?

    • Diogo says:

      Eu tenho 20 anos, foi me diagnosticada a má formação da válvula biscúpide com 11 anos. Foi muito complicado mas foi obrigado a deixar o desporto, e temo que o seu filho não possa seguir a carreira que quer. Partilho do mesmo sofrimento, também era um desejo meu ingressar no exército. Mas não há coincidências, e certamente o caminho dele não passará pelo exercito.
      Nunca o deixe cair no vicío do tabaco, e o alcool faz muito mal, principalmente juntamente com os medicamentos que lhe foram receitados pelo cardiologista.

      Eu cometi diversos erros, e tudo isso que o seu médico lhe disse, foi me dito a mim. Infelizmente a aceitação não foi um processo fácil para mim e ao longo de 9 anos cometi muitos erros que me poderão custar um futuro normal. Apesar de não sentir destrui o meu ventrículo esquerdo, aumentei as probabilidades de um enfarte ventricular.

      As maiores felicidades, a vida do seu filho será normal se ele não testar os seus limites. O coração afecta-nos sem que demos por isso.

    • Felipe Cruz says:

      Boa tarde, Suzane.
      Tenho o mesmo problema e descobri há 20 anos. As minha recomendações em relação ao problema foram direcionadas a dieta de gordura, evitar frutos do mar, não tomar energéticos e exercícios de forma moderada.
      O acompanhamento anual ou semestral é de muita importância, no mais, vamos vivendo o dia a dia e ficando sempre atento as orientações médicas.

      Abraços.

  • Douglas says:

    Bom, eu tbm tenho valvula bicuspide :/ meu medico disse que eu vou ter que passar por cirurgia,mas so o tempo iria dizer quando poderia ser, daqui a 3 meses ou daqui a 3 anos ou 5 anos somente o tempo iria trazer essa resposta….eu descosbri tem uns 4 anos, vou ao medico em seis meses, tomo um remedio para relaxar o coração, comparando com o meu exame eco antigo com o mais novo, percebi que o coração cresceu pouco mais, tenho 24 anos sempre fui praticante de atividades fisicas, e ontem meu medico me pediu para eu diminuir minha carga na musculação, fiquei desanimado, mais a voz do medico não é a voz de Deus, Deus que dá a ultima palavra, e o comentario do Miguel foi muito bom, levantou meu astral :) …..e é isso temos que viver a vida como pessoas normais, medico disse vida normal e a medicina estar muito avançada nessa area,
    Vou levando minha vida normal e abraços a todos!!! Jesus Te ama!

  • fernandes says:

    ola pessoal, tenho uma má notícia para aqueles que querem ser militares e tem esse problema, eu descobri que tinha Vab, no curso de formação de sargentos, eu o exército me desligou do curso, fiquei muito triste pois era meu sonho, mas é isso aí, é só ter fé em Deus…

    • Ubiratan says:

      Bem, tenho 31 anos, e descobri sobre a valvula em 2008, meu coração já estava crescido e minha pressão alta, fui sargento do exército turma ESA de 20o2, dei baixa por que quis e nos exames que fazia lá nunca indentifiram isso.
      final de 2011 fiz a cirurgia, existe a minimamente invasiva onde o corte é de 5 cm, coloquei um prótese biológica, estou com 40 de cirurgia, apesar dos médicos falarem que é um procedimento simple, para mim foi uma super gressão no meu corpo, sem falar na recuperação que é lenta, só estarei liberdo para tudo, inclusive fazer esportes que amo, depois de 6 meses, mas dou graças a Deus por está vivo, parece que é um segund chance na vida, tudo é diferente, quem for fazer verá, o mundo será outro aos seus seus olhos, para mim perece bem melhor que antes.

  • Rafael says:

    Olá. Tive coarctação na aorta, todos sabem que é um problema congênito, e como o texto acima retrata, pode estar associado a VAB, e no meu caso estava. Tenho 22 anos, fiz cirurgia para correção da coarctação quando tinha 6 anos. Faço acompanhamento médico desde então todos os anos, tomo remédio para a pressão e tenho exercícios físicos reduzidos. Minha família sempre soube que eu tinha VAB, mas eu não sabia, ou melhor, não dava muita importância. Hoje sou estudante de Medicina, e o fato de eu obter mais conhecimento na área, principalmente na parte de Cardiologia, muitas vezes me deixa um pouco apreensivo. Sei das consequencias, riscos e prognósticos, mas sempre há aquele sentimento de rejeição de nossa parte. Sei de pessoas com VAB que viveram muito, não desenvolveram insuficiência cardíaca (ICC) e nem outra comorbidade, assim como sei de pessoas jovens que não tiveram a mesma sorte. Então o tempo compete a Deus, todos os dias quando sinto algo diferente procuro não pensar muito, apesar do medo, deixo nas mãos de Deus, e o fato de saber identificar uma ausculta cardíaca anormal é pior ainda, pois eu mesmo me ausculto e indiretamente acompanho a evolução de uma possível consequência da VAB.
    Apesar de hoje estar bem, sem nenhum sintoma que eu relacione com a VAB, o ritmo de estresse acaba repercutindo em todo organismo, às vezes alguma dor ou outro sintoma tem que ser bem interpretado para não alimentar ilusões pessimistas.
    Seja feita a vontade de Deus.

  • aline says:

    olá amigos. descobri a algum tempo q tenho válvula bicúspide, ja nasci assim. um certo dia devido a falta de ar q tive num final de semana e isso me preocupou muito, fui procurar um médico, passei por uma bateria de exames a até chegar a uma conclusão e ao tratamento. meu médico me disse que está tudo bem me dá toda assistencia possivel no que preciso, mais fico preocupada as vezes, mesmo tendo acesso a todas as informações… ficamos ansiosos(as) e até depressivos(as) por algumas vezes por ficarmos preocupados.. tenho 24 anos e amo minha familia, amigos, eu amo a vida e estou fazendo o possivel para ter melhor qualidade de vida, pois depende muito de nós mesmos temos uma vida saudavel.., bom até mais leitores, fiquem com Deus, abraços. =)

  • Leila Dias says:

    Oi descobri que tambem tenho vab e alem disso tenho tambem aneurisma na aorta de 4.2 cm,quando soube fiquei triste e preocupada mas vou levando.
    Boa sorte a todos

  • MARCOS says:

    Oi pessoal, eu também tenho válvula artica bicuspide. Descobri quando começei a fazer musculação, tinha uns 20 anos, sentia muita falta de ar ao levantar peso e coração disparava. Procurei o médico e foi constatado o “problema”. No início fiquei um pouco assustado, mas hoje aos 31 anos sinto-me mais conformado. Até agora não tive nenhuma complicação, Graças a Deus. O Senhor sabe o que faz, tenhamos fé nele que tudo dará certo. Somos pessoas normais mas que precisamos tomar alguns cuidados especiais!

  • Vítor says:

    A biscuspidia aortica não é nenhum problema gravissimo, nem tão pouco grave.
    Muitas são as pessoas que têm esta patologia e não têm qq tipo de problema associado.

    Exame importante: Ecocardiograma.
    Com este exame, é possivel constatar se a VAB está a causar ou não estenose e/ou insuficiencia aortica, ou ainda se existe alguma dilatação ou aneurisma provocado por esta malformação.

    Não ha motivo para alarme. Ânimo!!

    Dúvidas sobre cardiologia e pneumologia, contactem.

    • Sílvia says:

      Olá,
      Concordo que não pode ser motivo para alarme.
      Desde os 6 anos que sou vista regularmente por cardiologistas. Demoraram cerca de 10 anos até me ser diagnosticada a válvula da aorta bicuspide. Acho que coincidiu com o aparecimento do ecocardiograma nos hospitais públicos.
      Tenho 35 anos e nenhum sintoma até à data. Não tomo qualquer medicamento e faço a minha vida normal com algumas recomendações: nada de desportos de competição e devo fazer antibiótico para evitar infecções, sempre que necessário.
      Felizmente não tem sido preciso.
      A VAB é uma malformação congénita.

  • Lucas says:

    olá pessoal, tenho 20 anos nasci com VAB, fiz cirurgia aos 12 anos (tenho valva mecanica) Graças a DEUS, e gostaria de saber se posso fazer musculação, pois meu médico liberou não no espirito de competição é claro, sendo 3 vezes por semana anaérobico e duas aerobico.
    MESMO assim tenho muito medo. Sei q o melhor para todos é a caminhada, mas como sou jovem gostaria de fazer academia.

  • Lucas says:

    Qual das atividades fisicas oferece maior risco/danos ao portador de VAB e que possui valvula mecanica ( mesmo nao sendo de competição como diz meu médico) :

    Futebol ou a academia/Atividade AEROBICA OU ANAEROBICA?????

    Me explique o por que? obrigado

    • Felipe Cruz says:

      O que meu médico falou é que o futebol é mais perigoso e deve ter maior cuidado. Devido aos momentos de explosão dentro de uma partida, você sair de uma posição de parado e pegar um contra ataque, por exemplo, o coração sofre uma mudança repentina de batimentos, não sendo muito boa para o nosso problema.
      Mas eu faço os dois, de leve!

  • Rafael says:

    Lucas, acredito eu, como seu médico mesmo disse, que não há problemas desde que você não ultrapasse teus próprios limites. Respeite teu organismo, pois ele é diferente do de outras pessoas que tu conheces. Não somente no sentido da tua restrição, mas cada organismo se porta de maneira diferente frente a qualquer situação. Então minha dica é: pratique exercícios, de maneira leve, nada de exceder teus limites, e tome corretamente os remédios, isso é importante para quem tem válvula mecânica. Quanto ao tipo de exercício, não acredito que tenha uma distinção, pois os sintomas e o “perigo” só aparece para quem tem a doença manifesta, ou seja, insuficiência aórtica ou estenose aórtica, e para quem tem um grau de restrição ao fluxo sanguíneo durante a sístole cardíaca ainda não compatível com as doenças supracitadas mas de grau suficiente a restringir atividades. É um assunto muito aprofundado para você tirar dúvida por internet, o que eu te aconselho é: converse com teu médico, e esclareça todas as dúvidas com ele. Sou estudante de Medicina, tenho algum conhecimento, mas estou muito longe de ter o conhecimento necessário para orientá-lo corretamente. Esperto ter ajudado!

  • Wagner says:

    Boa tarde, tenho 43 anos e descobri desde os 4 anos que tenho VAB e estenose aórtica. Em meu último check-up foi constatada dilatação importante da aorta (50mm) e estou com 2 diagnósticos médicos diferentes : um para cirurgia imediata de troca da válvula, e outro de manter o acompanhamento a cada 6 meses. Por favor, vocês podem me ajudar ? Estou propenso a consultar um terceiro médico para me ajudar na tomada desta decisão tão difícil. Estou aflito sobre como proceder porque tenho 3 filhinhas pequenas. Muito obrigado por compartilharem suas experiências e que Deus nos abençõe.

    • Fernanda Mendes says:

      Wagner !

      Minha mãe estava na mesma cituação pois ela fazia tratamento no incor e no plano particular sobam a sobam com todos os exames em mãos inclusive exames feito pelo incor informava que o ploblema dela que era para ter piorado em 3 anos havia piorado em 6 meses devido ela ter feito hidroginastica e a cirurgia tinha que ser imediata porém a incor informava que poderia esperar pois bem pegamos todos os exames e fomos ate a incor pois gostaria que a cirurgia dela fosse feita lá pois imagina instituto do coração ne !!! bom eles olharam os exames e disseram que os medicos da sobam tinha razão emfim resumindo ela esta fazendo dia 20/07 aniversario de 1 ano de cirurgia que foi em cima da hora pois o aneoriama da orta estourou no momento que estavam abrindo o peito dela foi Deus então leve todos seus exames para eles verem consulte uma 3º opnião converse com sua familia vai dar tudo certo qualquer duvida e só entrar em contato a cirurgia e demorada da minha mãizona foi de 9 horas 1 dia e meio de uti 5 dias de hospital só uma dica quando for para casa não receba visita de especie alguma por 15 dias pois uma gripe que vc pegar e muito arriscado bjs fernanda

      • Wagner says:

        Fernanda, tudo bem ? Só vi sua mensagem agora, depois de muito tempo … então, acabei consultando uma terceira opinião, que por coincidência é marido da médica com quem faço acompanhamento. Ele é chefe de um dos setores do Incor … e a opinião dele foi a mesma … de que ainda devo aguardar. Segundo ele, o limite para definir pela cirurgia considerando a dilatação pós-estenose é 6 cms (estou com 5 cms). Desta forma, vou fazer agora, dia 21/12 novos exames e prosseguir com o acompanhamento clínico semestral. Se meu coração não dilatar, dá para ir seguindo sempre desta forma …
        Quero agradecer muito suas palavras … se realmente tiver que partir para a opção cirúrgica, vou enfrentar … acho que hoje a medicina cardiológica está muito avançada e apesar de ser uma cirurgia complicada, tenho fé que dará tudo certo. Enquanto der para seguir com a opção clínica, vou seguindo … Muito obrigado ! Bjs.

  • Rogério says:

    Olá pessoal,

    Descobri neste mês de julho q meu filho de 10 anos tem a VAB,estou assustado;estou muito triste.gostaria de saber se é verdade q ele não pode ser atleta,estamos prestes a fazer alguns testes no futebol do Fluminense e estou meio sem rumo.abraços.

  • ademir says:

    olá pessoal infelizmente eu descobri que tinha VAB quando já estava com endocardite tenho 43 anos e fiz a cirurgia colocando uma válvula mecânica a poucos dias, até o momento o meu grande problema foi o pós operatporio em que o anti coagulante me causou uma hemorragia estou agora tentando acertar a dose do remédio

  • Luciana Motta says:

    Descobri ontem que o meu filho de 4 anos tem Válvula Bicúspide, depois que ele fez uma Usg. Cardíaca. Estou apavorada!!!
    Gostaria mais informação sobre isso.
    Quais os riscos? Qual o tratamento? Ele terá privações futuras?

    Obrigada.

    • Paulo says:

      Sra Luciana
      A doença de seu filho nasceu com ele, isto é, uma anormalidade congênita.
      Suas perguntas só podem ser respondidas por um cardiologista após exame físico e análise do ecocardiograma.
      Essa doença nem sempre é grave. O pediatra deverá orientá-la à procurar um cardilogista.
      Paulo.

  • marcelino says:

    descobri que minha filha de 5 anos tem válvula bicúspide,estou muito preocupado!!! Gostaria mais informação sobre isso.
    Quais os riscos? Qual o tratamento? Ela terá privações futuras?

    Obrigada.

  • Vicente says:

    Pessoal,

    Uma válvula aortica bicuspide seria um problema sério à 100 anos atrás, neste momento as pessoas para além de poderem ter uma vida perfeitamente normal, tem imensas soluções médicas para quando a condição se agrava.
    As pessoas com vab tem exactamente as mesmas limitações de uma pessoa normal, a única diferença é que temos que respeitar essas limitações à risca, não fumar, não fazer desporto de alta competição de modo a se respeitar o limite fisico, não exagerar nos treinos, qualquer que sejam. Estas precauções servem para preservar a valvula e para evitar cirurgia mais cedo do que previsto.
    Não se preocupem, somos iguais, temos é que viver uma vida sensata e prudente, podemos viver o mesmo ou mais que uma pessoa normal, tenho um tio com vab, foi operado e neste momento vive tranquilamente com os seus 80 anos.
    Eu tenho 28 anos nunca tive problemas, fui diagnosticado à nascença,tive uma infância e adolescencia fantastica, sempre fiz tudo o que queria, sempre fiz desporto moderado, faço surf, vou ao ginásio, jogo tenis mas tudo num nível médio, nunca de uma forma intensa e competitiva, sou igual aos outros, vou jantar fora bebo alcool de vez em quando, mas não fumo e nada de drogas.
    Mas para responder a questões relacionadas com actividades físicas, é desaconselhado futebol,rugby, desportos de combate, e levantamento de pesos de carga alta. chamados “desportos de piques” ou com variações de ritmo.
    Não se esqueçam, Fumar é o nosso pior inimigo, de resto façam tudo dentro dos limites. Façam um ecocardiograma todos os anos e tentei não pensar demasiado sobre o problema, não leva a lado nenhum. Viver é que é importante

  • Cezar says:

    Tenho 71 anos, gozo de boa saude e somente agora foi detetada a necessidade de cirirugia por Coarctação da Aorta e VAB, segundo o Ecocardiograma, qualificada como de grau “importante”.
    Soube agora, por amigos, que em São Paulo (Hospital Alberto Einstein, possivelmente), a cirurgia não mais é feita abrindo o esterno e sim através da axila.
    alguem sabe me informar a respeito?
    Tentarei via portal do HAA buscar informações.

    • Carlos says:

      Cesar que bom ler seu depoimento, é muito bom saber que nem toda pessoa que tem VAB tera que operar cedo.

    • Flávia says:

      Meu primo de 18 anos tem e fará a cirurgia semana que vem. Soube de uma cirurgia parecida, acho q essa mesma q se referiu, porém, meu tio consultou 3 médicos q disseram q essa cirurgia não tem eficácia comprovada ainda é que a melhor continua sendo a que abre o externo. Meu tio vem na quinta em SP conversar com o melhor medico daqui, apenas para decidir se coloca a válvula artificial ou se tenta transformar a válvula natural de bicuspede para tricuspede, os médicos de Goiânia são mais a favor da artificial, por a “plástica” necessita que ele tome remédio para afinar o sangue o resto da vida e outros por menores. Bodo souber a opinião do medico de SP posto aqui, mas, a priori, é isso! Boa sorte a todos e que Deus abençoe a cada um, em especial meu amado primo que é o meu xodó.

  • ELAINE MONTEIRO says:

    CALMA GENTE!! , TENHO 44 ANOS , NASCI COM PROLAPSO DE VALVULA MITRAL E TENHO VABICUSPIDE , VIVO SEM REMÉDIO , VIVO MUITO BEM .

    FAÇO ACADEMIA , PEGO PESO E FAÇO TUDO NORMAL . A CADA 1 VEZ POR ANO FAÇO O ECO CARDIOGRAMA . CUIDADO PARA VCS QUE TEM FILHOS COM ISSO PARA NÃO ASSUSTA-LOS E FAZEREM VIVER UMA VIDA RESTRIRA . POIS ISSO É NORMAL E É SÓ MONITORAR .

    BOA SORTE PARA TODOS . ELAINE

  • Darlan Fernando Alves de Lima says:

    Minha filha de 6 anos foi diagnosticada com VAB sem disfunção, o cardio falou que ela terá uma vida normal e que deve fazer o ecocardiograma todo ano para monitorar. Vi os depoimentos de alguns aqui e fiquei mais tranquilo, soube ontem e ainda estou pilhado, mesmo com as declarações do médico, fiquei assustado. Gostaria de agradecer o Vicente, o Vitor e a Elaine Monteiro pelos esclarecimentos e se possível me tirem uma dúvida: É verdade que quem tem VAB tem que tomar antibióticos antes de ir ao dentista ou fazer alguma cirurgia?

  • Élison says:

    Olá pessoal,
    É bem reconfortante ver que estou sozinho neste mundo dos VAB. Tenho 33 anos e vivo bem, mas com certa preocupação sobre quando chegará o momento de fazer a cirurgia.
    Sim, temos que fazer ecocardiograma todo ano e monitorar tudo. Não tomo medicamentos.
    Darlan, é necessário sim ir ao cardiologista sempre antes de qualquer tratamento dentário ou cirurgia, a preocupação é evitar uma endocardite que aí deixaria a situação mais séria.
    Sobre a cirurgia, o hospital Albert Einstein é o primeiro no Brasil a fazer a cirurgia de implantação da válvula sem ter que abrir todo o tórax, é por vídeo, faz-se apenas três furos e a recuperação é super rápida. O problema é o preço que chega por volta dos 80 mil reais.
    Abraço a todos,
    Élison

  • Darlan Fernando Alves de Lima says:

    Obrigado pela resposta Élison.

  • Adriano de Souza says:

    Pessoal tenho 39 anos, desde o 10 anos venho tratando um problema do coração, todos os médicos que passei me disseram que eu deveria fazer a cirurgia, de 11 anos para cá, comecei a me tratar no INCOR, a principio fiquei com medo pelas noticias, mas depois tive que me conformar com a minha doença ou melhor a troca da minha valvula Aorta. Fiz a cirurgia em Fev/12, e graças a Deus e a equipe dos médidos foi um sucesso, é claro que toda a cirurgia tem seus riscos, tive algumas recaidas, porém hoje faz 40 dias e estou otimo, tenho algumas dores, porém muito pequenas. Caso sirva de consolo fiquem tranquilos, tudo ocorra tudo bem , sigam com fé e sempre pensamento positivo, qualquer duvida me escrevam.

  • micael says:

    oi meu nome é micael tenho 11 anos eu descobri sobre a válvula desde quando nasci mas já passei por 3 cirugia e na ultima meu medico disse que o sopro abril entao fiquei muito desanimado porque queria ir para o exercito . E meu medico diz que eu vou fazer outra cirugia mas vou entregar tudo na mao de deua se for minha hora bom nao poso fazer nada mas uma coisa eu digo eu nao tenho medo da morte nao inporta se vou para o ceu ou para o inferno intrago tudo na mao de deu.

  • Anderson says:

    Boa tarde, estou tentando consiliar alguns sintomas que esta ocorrendo com meu pai, ele tem 65 anos e possui o mesmo problema de Doença Válvula Aórtica Bicúspide, ela descobriu essa doença faz anos desde novo, agora recentemente começou aparecer alguns sintomas dor no peito levamos ele ao médico para fazer exames tipo eletro, esteira e o ecocardiograma, mas esta aparecendo alguns sintomas a mais como salivação, tontura, desmaio, enjou e vomito, esquecimento soador, eu queria saber se esses sintomas estão relacionados a essa doença ou não, e se esses sintomas ja aconteceram com pessoas que tem esse mesmo problema.

  • Josiane cavalcanti says:

    Oi meu nome é Josiane tenho uma filha que se chama Eduarda e tem a valvula biscude queria saber se esse problema é para vida toda ela tem 7 anos e nasceu com isso,me mande algumas imformações obrigado

  • Roberson says:

    Olá..
    Tenho 30 anos e fui diagnosticado com VAB recentemente. Nunca havia sentido nada, nenhum sintoma. Fiquei sabendo por conta de um eco que realizei por recomendação, já que ia voltar a jogar futebol. Costumava jogar futebol 3 ou 4 vezes por semana. Tomo Carvedilol para reduzir a frequencia cardíaca. Como meu caso já está avançado devo fazer a troca da válvula aótica em breve.
    Abraço a todos !!

  • SEBASTIAO says:

    BOM DIA AMIGOS….EU ALÉM DA VALVULA BICUSPIDE TENHO PROLAPSO MITRAL E TOMO PROPRANOLOL PRA CONTROLAR ARRITMIAS….ALGUEM SABE ME DIZER SE COM ESSE LAUDO EU CONSIGO AUXILIO DOENÇA ?

  • Andre says:

    Ola gente !
    Meu nome é André tenho hoje 43 anos
    A coisa de 2 anos fui fazer alguns exames de rotina (após um periodo de falta de ar que nunca havia me acontecido) no mesmo dia fiz teste de esforço e deu tudo normal,fui fazer eco e tive a noticia de ter valvula bicuspide noticia essa q me foi passada de uma forma meia estupida por parte do profissional q fez o exame, pois a impressão q tive foi q ele parecia q estava ganhando um trofeu ,noticia essa q caiu como uma bomba em minha vida, passado o susto inicial, fui em busca de medicos e informmações , passados coisa de quase 3 anos modifiquei a minha forma de viver ou seja me adequei ao meu sintoma ou seja ñ faço muito esforço fisico no sentido de ñ acelerar muito meus batimentos cardiacos ou seja ñ pratico + futebol ñ corro, faço academia (musculação) de forma bem moderada,caminho faço bicicleta e assim vou levando a vida, até o dia que deus achar que chegou a hora de operar, vale lembrar q quando criança sofria de febre reumatica e mesmo assim nunca fiquei sabendo do meu problema e por incrivel q pareça a minha valvula mitral ñ tem problema ñ uso nenhum tipo de medicação e a unica duvida q tenho é quando chegar a hora qual tipo de valvula escolher.

  • Alexandre Corrêa says:

    Bom dia!

    Meu pai descobriu que tem uma valvula bicuspedi a menos, contudo trouxe prejuizos cardíacos juntamente com alta pressão arterial. No caso dele não vai ter mais jeito, é cirúrgico. Está com aneurisma, e vai ter que colocar uma valvula bicuspedi mecanica, (não sei ao certo). Quais as opções para solução desse problema? Alguém pode me ajudar a entender isso?

  • carlos says:

    Alguem que ja fez a cirurgia pode falar como é o pos operatorio? Sente-se muita dor e fraqueza?

  • adilson says:

    Tenho 70 anos e descobri que tinha a valvula da orta dilatada ao 63 anos. Até então fazia academia e jogava futebol 2/3 x por semana, aí meu médico me proibiu de fazer musculação e jogar futebol, pode? sempre fiz exames, anualmente fazia esteira e todos os exames de sangue, se tivesse que morrer já teria para o outro lado(de Deus). O médico disse que não é caso de cirurgia, mas que devo tomar alguns cuidados, como os já citados e não pegar peso. Parei com o futebol meu maior prazer, hoje faço apenas caminhada. Na verdade não sei o que acreditar, apenas acredito e sei que um dia irei embora, mas só quando o Senhor quizer.

  • Odete says:

    Hoje fiquei sabendo o resultado de meu exame cateterismo: Coronaria Esquerda: RAMO INTAVENTRICULAR ANTERIOR- Ultrapassa a ponta do VE, apresenta irregularidades e lesão de 80% no 1/3 medio. O primeiro ramo Diagonal é pequeno e afilado. Osegundo ramo Diagonal é de grande importância, com lesão ostial de 60%. O terceiro ramo Diagonal é de moderada importancia, também exibe irregularidades.
    RAMO CIRCUNFLEXO: Atinge 1/3 medio do Sulco AV Esquerdo, com irregularidades. O primeiro ramo Marginal é pequeno e afilado. O segundo ramo Mraginal tem moderada importancia, sem lesões obstrutuivas. O ramo VPE tem grande importancia, apresenta tortuosidades. CIRCULAÇÂO COLATERAL: não observada.
    VAORTOGRAFIA TORÁCICA: Valva aórtica tricuspide e calcificada, permite regurgitação minima para o VE. Notamos abertura reduzida de seus folhetos. Aorta Ascendente com calibre normal. Sei que devo fazer uma cirurgia para troca desta vávula e acho também que terei que colocar um stent. Ainda não retornei ao cardiologista e nem ao cirurgião que me pediu para fazer este exame. Estou fazendo tudo pelo SUS em São José dos Campos-Hosp PIO XII. Estou sendo bem tratada, mas meu sonho era mesmo fazer tudo isso no hosp Albert Eisnten, com esta inovação de fazer a cirurgia com 3 furinhos? Alguem sabe me dizer como conseguirei isso? Sem pagar nada? Não tenho condições para tal. Aí está o meu resultado….se alguem puder me ajudar….eu agradeço, e muiiito. Sei que Deus está no contrôle e é nas mãos Dele que deixei este meu caso. Tenho 59 anos e quero viver muito. Que Deus abençoe a todos.

  • edilane says:

    fiz uma troca de valvula mitral e gostaria de saber se posso trabalhar como cabeleireira profissionaL.
    EDIlane

  • volnei teixeira says:

    olá tenho 54 anos e descobri que era bicuspide quando fiz um eletrocardiograma para fazer uma cirurgia de uma hernia inguinal fiz vários exames e constatou o médico queria fazer um exame de cateterismo não fiz e hoje faço exercicios sou técnico em radiologia trabalho na área da saúde e além disso sou professor de danças gaúchas danço todos os dias vou a bailes com minha esposa e me sinto bem então não há motivo para panico não acreditem na primeira opinião procures várias opiniões alem disso servi a brigada militar por 4 anos e só fui descobri depois que eu sai da brigada depois de muitos anos abraços a todos

  • kleber says:

    O que quer dizer segundo ramo marginal é pequeno e afilado, isto ´e normal ou doença, gostaria de esclarecimento

  • Jorge says:

    Aos 46 anos fiquei sabendo que tinha válvula bicuspide e aneorisma da aorta ascendente em torno de 5 cm, monitoramos durante um ano e houve um aumento de 3 mm o oque me levou para a mesa de cirurgia, fiz no IMC de São José do Rio Preto, referência no interior paulista. Há portadores de válvula bicuspide com mais de 20 anos e não há necessidade de cirurgia, apenas o acompanhamento anual, porém se precisar é muito tranquila e sem dor.
    Boa sorte.

  • Alex says:

    Jorge, tenho o mesmo problema que você, VAB e dilatação da Aorta Ascendente em 5 cm … Por favor me indique o seu Médico, estou no Mato Grosso e gostaria de consulta-lo. Aqui os cardiologistas tem opinião diferente: Um quer operar, e outro decidiu pela monitoração. Pode informar como você esta, como se sente após a cirurgia, e a quanto tempo foi sua cirurgia? Colocou o tubo valvulado? tubo de dacron … desculpe incomoda-lo estou muito assustado e imploro sua ajuda. Obrigado.

  • Manoel says:

    Pessoal, tive a certeza definitiva que tenho VAB na semana passada. Agora de 6 em 6 meses vou fazer novamente eletrocardiograma e estar na mão de Deus o momento de uma possivel cirurgia.
    Queria compartilhar com vcs que existe além de substituição da valvula (mecânica ou de carneiro), o homo enxerto e a cirurgia de Ross. Pesquisem.
    No mais, vivam com alegria, com amigos, cuidados nos exercicios fortes, bebida de alcool muito moderada e fumo, nunca.
    Sejam felizes.

  • Tiago says:

    Tenho 20 anos, sou de Portugal e foi-me diagnosticado insuficiencia da valvula aortica bicuspide à 8 meses.
    Ao contrário de muitos que li aqui no site que querem ir para a cademia eu não quero.. Sou cozinheiro de profissão, mas queria ganhar um pouco mais de força muscular.

    Na passada quarta feira, fui ao cardiologista, pois tinha que ir de 6em6 meses (mas ela agora só me passou consulta para 12/11/2014), e ela disse-me que em agosto quando me foi diagnosticado tinha 0,4. E neste momento estou com 0,6.. Avançou, pouco mas avançou..

    Quando me foi diagnosticado não liguei muito.. Mas agora começo a ficar preocupado.. Tenho 20anos, e projetos de vida que gostava de os realizar.
    Li aqui num comentário que a mãe ia ser operada e que quando estavam a operar a senhora a valvula rebentou.
    O meu maior medo é esse.. Que a minha válvula não aguente e rebente de um momento para o outro.
    Não sei que pense neste momento..

  • renato dias says:

    oi boa tarde eu tenho a vauvula e me sinto surper bem.

  • saionara says:

    Descobri com 3 anos que meu filho tem VAB agora ele tem 8 anos ele tem uma vida normal mas tenho muito medo do que pode acontecer no futuro o cardiologista disse que eu não preciso me preocupar mas eu queria saber com quais sintomas devo me preocupar no futuro .Sou mãe amo meu filho mas nessa situação me cinto impotente e com muito medo acho que esse sentimento é normal quando é com alguém que você ama e quer proteger.

    • Claudia says:

      A valvula aortica costuma apresentar problemas com o evelhecimento da pessoa, mas os problemas podem ser tratados , basta realizar exames periodicos e seguir a orientaçao medica.

  • thiago says:

    e u tenho 12 anos e tenho essa doença a medica disse que minha valvula nao e insuficiente eu posso seguir a carreira que eu bem quiser.

  • lane says:

    tenho 34 anos a 4 anos atras descobri que tenho a valva aorta bicúspide, antes de descobrir nunca tinha feito nenhum exame cardíaco, e por que agora tenho que fazer exames de seis em seis meses? se estou do mesmo jeito de antes de descobrir o problema.

    • Claudia says:

      É necessario realizar exames periodicos para ver se há alguma alteraçao do estado normal. Descobrindo que algo esta anormal no inicio é mais facil corrigir o problema.

  • alexandro says:

    olá pessoal, descobri que tenho a válvula bicúspide no dia 15-08-2013 fiquei tranquilo porque o meu medico falou que eu ia levar a vida normal, e pediu para ir sempre no medico, e ele falou que já atendei pessoas com mais de 78 anos com esse mesmo problema.

  • Marcelo Botelho says:

    Olá. Nasci com válvula aórtica bicúspide. Os médicos pensaram que eu ficaria com a estatura de um anão, e seria mirrado e franzino. Cheguei ao 40, pratiquei mergulho, natação, vôlei, basquete, musculação, futebol de campo e salão, só não consumia bebida alcoólica, nem fumava cigarros. Parece que seu uma aberração! Abraço a todos e tomem conta de sua saúde.

  • joana says:

    õla meus amados colega , eu tbm tenho valvula metalica mecanica, na epoca minha familia pessou ki nao sairia da mesa mas eu nao teve outra escolha , era ariscar mas eu mi entreguei nas mãos de deus e fui com toda confiaça e graças a deus estou bem , apesar ki passo por muito extresses na vida eu saio passeio normal mas sigo remando minha vida.eu adoro sair dançar forro nesse novo ano ki vem quero viajar conhecer outros estados. e falo a quem precisar passar por esta sirurgia ponha deus na frente e confia pois ele é o medico dos medicos. eu queria saber se posso fazer nataçao tõ precisando muito fazer exercicios mando meu abraços e feliz ano novo a todos

  • Braga says:

    Tenho 20 anos de idade e tenho a válvula aórtica bicúspide, ja nasci com isso, e nunca me deu motivo de dor ou desconforto, tanto é que pratico esportes de maneira muito intensa, trabalho e tenho uma vida sexual muito ativa, ou seja, elevo meus batimentos diariamente e nunca tive problemas, acredito que não é preciso ter medo, mas cuidado, cuidado no sentido de estar acompanhando, pois devido exames recentes que realizei, isso não impede de fazer nada, se um dia (Deus me livre) acontecer alguma coisa, não sera consequencia de esforço, mas sim de causa natural dessa válvula aórtica bicúspide…

  • Jeferson Noqueli says:

    Ola a todos!

    Minha doença foi descoberta em exame pré admissional em 2007 para trabalhar em uma gráfica em Alphaville (valva bicúspide calcificada, Aorta Ascendente com 5,4 cm e refluxo grave)) porém sem nenhum sintoma. Pedalava em média 80 km/dia, fui com meu filho até Três Lagoas – MS (589 km) de bike em 2005 (Sorocaba, Botucatu, Araçatuba, três Lagoas) voltamos de “Reunidas”. Voltando continuei pedalando em Sorocaba, isso foi benéfico pois meu coração não aumentou de tamanho e sim enrijeceu-se. Resolvi “assintomático” refazer o Eco Doppler, que sugeriu um cateterismo (Dr. Vitor Dutra) e tomografia de tórax, Resultado Aorta Ascendente com um aneurisma de 7 cm, intenso refluxo no coração, valva bicúspide calcificada quase nem era capaz de manter o sangue bombeado para a Aorta Ascendente em seu caminho em conformidade. Graças a Deus encontrei deuses em Sorocaba. Dr.(s) Redini (cardio clinico) o qual pediu os exames e encaminhou-me para meus eternos, incluindo, Dr. Vitor Dutra, Redini deuses Dr. Paulo Henrique Dágola Paulista, seu pai e (meu segundo pai também) Dr. Paulo Paredes Paulista e toda a equipe da Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, vinham do Hospital Dante Pazanesi fazer seus “milagres” aqui em Sorocaba toda sexta -feira.
    Encurtando o assunto…Uma entrevista com Dr. Paulo Henrique Dágola Paulista, muito sincero, seguro em suas colocações e hoje se ele aceitar será meu eterno amigo. Decidimos cirurgia imediata, “Tubo de Dacron com valva metálica). Dia 05 de julho estava lá eu sem sintoma algum preparado para a cirurgia. Sucesso total,quatro dias de CTI, em três já estavam sendo tirados os drenos, mais 5 dias de quarto n maior mordomia (Santa Casa Saúde) hoje fazem exatamente 8 meses que estou “renascido” jamais seria minha intenção questionar a obra divina mas sinto-me melhor que quando nasci. Não vemos nada, não dói nada, não há nada incomodo, nem o tubo na garganta, não dói o peito é show. Amigos não corram o risco de esperar sintomas ou o avanço da idade (tenho 46), nunca fumei e não bebo nada alcoólico isso ajudou demais na recuperação como um todo. Me sinto um meninão de 18 anos, já estou pedalando em média 50 km/dia, moro em chácara, faço força física, em fim estou ZERADO. Aproveitando Dr.(s) Redini, Vitor Dutra. E em especial família Paulista, quero de coração que Deus com seu infinito poder, bondade e amor possa abençoa-los eternamente assim como toda sua família. Serei eternamente grato!

  • Alexandre O Rosa says:

    Tenho 42 anos, aos 19 descobri que era portador de válvula aórtica bicúspide, fiquei meio assustado, mas na ocasião o medico me disse que era só acompanhar fazendo o eco anualmente. Vivi normalmente até meus 40 anos, joguei futebol, mergulho, surf etc.. NORMAL. Mas com 40 tive o diagnostico da cirurgia. Fiquei arrasado, foi um momento muito difícil na minha vida. Então operei e foi um sucesso total, dois dias de CTI, em dois já estavam sendo tirados os drenos, mais 5 dias de quarto e pronto a cada dia ficava melhor, hoje faz exatamente 1 ano e 6 meses que estou “renascido”. Resumo da minha vida: não deixei de fazer nada e hoje operado me sinto melhor que antes, faço de tudo jogo bola, malho, corro e cuido muito da minha alimentação, mas tudo isso com moderação afinal já tenho 42 anos (foi a melhor opção operar no meu caso, pois cada caso é diferente), estava cheio de restrições que não tenho mais. Tenho sim que tomar um comprimido uma vez ao dia que é um anticoagulante, pois coloquei uma prótese mecânica e a boa noticia é que já existem remédios( em estudo) que evitam a trombose sem abaixar o INR. Tenha Fé em Deus.

  • Alexandre O Rosa says:

    Desculpe ” sem aumentar o INR “

  • fabiana says:

    PESSOAL DESCOBRI Q TENHO VAB A ALGUNS ANOS E O MEDICO FALAVA QUE UM DIA TERIA QUE FAZER A CIRURGIA, FIZ ALGUNS EXAMES ESSE MES E O MEU MEDICO ATUAL DISSE QUE CHEGOU O MOMENTO, ESTOU INDO PARA RIB. PRETO NA CONSULTA COM O CIRUGIAO.

  • Elienai says:

    Bem pessoal, tenho 52 anos e descobri num exame de coração com Dopler que tenho esta vávula diferente. Nada mim foi recomendado além de passoar pelo cardio de ano em ano e esperar o dia da troca da válvula que nestes casos umdia necessitará de ser trocada. Estou um pouco acima do peso, mais sempre caminhei muito.

  • Luciana says:

    Meu marido foi diagnosticado com esta deficiência Válula Bicúspedi, ha mas de 20 anos, desde então ele toma remédio. Mas sempre me pareceu um problema simples, sem maiores consequências. Mas agora ele foi orientado a fazer o acompanhamento de 6 em 6 meses e o coração dele está 52 por cento a mais do que qdo foi diagnosticado. Os médicos já informaram que está no limite, e que vão esperar o resultado da ressonância magnética para orientar oque for melhor…monitorar, sabendo do risco de uma ruptura a qualquer momento ou cirurgia, que já informaram que tbém não é simples….estou arrasada…ele não aceita cirurgia, tem medo, e queria saber como ela é…tenho medo de perdê-lo… nós o amamos…está nas mãos de Deus…o tratamento vai ser pelo hospital das clínicas em bh, onde meu filho tbém já trata, pois tem arritmia, embora um problema não tem ligação a outro…meu filho foi outra história, triste, mas com recurso do marca-passo…quem já fez a cirurgia pode me falar como foi?

  • Allan Buiz says:

    Eu tenho 17 anos, soube que sou bicúspide desde que eu nasci mais com esse problema sofro muita faltar de ar meu coração acelera do nada meus medico diz que isso normal, mais fico em duvida se ou não por favor me ajudem…Obrigado.

Leave a Reply

Spam protection by WP Captcha-Free