Conjuntivite no Estado de São Paulo aumenta e preocupa as autoridades de saúde

O surto de conjuntivite tem se agravado na cidade de São Paulo e também no interior do Estado.

Cada vez mais casos de conjuntivite são registrados e computados no interior do Estado e na Capital

Em Piracicaba foram registrados nos primeiros três meses deste ano 1.856 casos de conjuntivite, o que representa 35% dos 5.349 pacientes que foram diagnosticados com a doença pela rede pública de Saúde em 2010.

surto de conjuntivite

surto de conjuntivite

A Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba considera a situação do município como surto da doença.

Isto também ocorre em outras cidades da região com número de casos de conjuntivite acima da média esperada para esta época do ano.

Devido a epidemia enfrentada em diversas cidades do Estado de São Paulo e do fato de que os casos estão sendo registrados a Secretaria da Saúde do Estado está monitorando estes dados para entrar com ações de prevenção da doença.

A conjuntivite costuma ter maior incidência nos meses frios e secos, como o Outono e o Inverno.

Porém este ano tem sido atípico e mais casos deverão ser notificados nos próximos meses, com a mudança nas estações climáticas.
Embora no Estado os casos de conjuntivite estejam sendo tratados como epidemia, no município a secretaria classifica a situação como surto.

“Para falar em epidemia é preciso mais tempo e espaço entre os registros de casos da doença. Porém, a população tem de saber que está havendo um surto e tem de conhecer as recomendações de prevenção. Estamos fazendo o monitoramento, pois todo caso de doença é uma preocupação e é tratado como prioridade pela secretaria”, disse o secretário municipal.

 

No responses yet

SURTO DE CONJUNTIVITE EM SÃO PAULO SE AGRAVA

SURTO DE CONJUNTIVITE EM SÃO PAULO SE AGRAVA

A SECRETARIA DA SAÚDE ADMITE QUE O NÚMERO DE CASOS DE CONJUNTUIVITE EM SÃO PAULO É ALARMANTE, POIS EM MENOS DE UM MÊS MAIS DE 70000 CASOS FORAM REGISTRADOS.

A CONJUNTIVITE É UMA INFLAMAÇÃO QUE OCORRE NA PARTE EXTERNA DO OLHO, NA MEMBRANA E É TRANSMITIDA DE FORMA RÁPIDA DE PESSOA PARA PESSOA, POR CONTATO FÍSICO.

conjuntivite

conjuntivite

OS PRINCIPAIS SINTOMAS DA CONJUNTIVITE SÃO A IRRITAÇÃO DO OLHOR, VERMILHIDÃO, ALTA SENSIBILIDADE À LUZ, INCHAÇO DOS OLHOS, SECREÇÃO LACRIMAL E MUITO DESCONFORTO.

COMO SE FAZ A Prevenção DA CONJUNTIVITE

Para o combate da doença, a população deve adotar medidas de prevenção. A melhor maneira de combater a conjuntivite é lavando muito bem as mãos com frequência, utilizando água e sabão ou álcool gel (70%). As pessoas com conjuntivite devem ainda ter o cuidado de não coçar os olhos, lavar com frequência o rosto, separar objetos de uso pessoal (toalha, fronha, material de maquiagem), evitar banho em piscinas e locais com aglomeração de pessoas.

A  secretaria DA SAÚDE GARANTE QUE  os profissionais de saúde foram capacitados para ampliar as ações de vigilância de surtos de conjuntivite, intensificando a detecção, o diagnóstico e o tratamento da doença. “Foi elaborado um alerta para os profissionais de escolas e creches, que receberam orientações sobre as condutas e medidas de controle”.

 

No responses yet

Surto de conjuntivite em são paulo

OCORRE EM SÃO PAULO UM SURTO DE CONJUNTIVITE.

EM MENOS DE UM MÊS NA CIDADE DE SÃO PAULO FOI CONSTATATO PELAS AUTORIDADES DA SAÚDE UMAIS DE 75000 CASOS DE CONJUNTIVITE.

surto de conjuntivite

surto de conjuntivite

A conjuntivite é uma inflamação na membrana que recobre a parte externa do olho, a conjuntiva, e é transmitida pelo vírus Coxsackie A 24 (enterovírus com alto poder de disseminação). Entre os sintomas estão irritação e vermelhidão dos olhos, sensibilidade à luz, inchaço das pálpebras, aumento de secreção ocular e forte desconforto, com dificuldade para abrir e fechar os olhos.

Considerado pela secretaria uma epidemia, o aumento de casos de conjuntivite foi detectado no início de fevereiro, o que motivou o desencadeamento de ações para monitorar e controlar a situação. “A área técnica de Saúde Ocular do CCD elaborou um informe com orientações de prevenção para divulgação para a população. Além disso, a notificação passou a ser compulsória para todos os casos individuais atendidos nos serviços de saúde da cidade”, diz a secretaria em nota.

O aumento de casos de forma rápida em São Paulo é alarmante, principalmente porque se aproxima o período de baixa temperatura o que pode resultar em agravamento da contaminação

 

No responses yet