Tumor no pulmão – Tumor de tireóide – Tumor Neuroendócrino

Os Tumores da glândula endócrina são também conhecidos como tumores neuroendócrinos (TNE).

São definidos por um fenótipo comum que se caracteriza pela expressão de marcadores geral (enolase neurônio específico, cromogranin, sinaptofisina) e produtos de secreção do hormônio.

Estes tumores podem estar localizados em qualquer parte do corpo, e geralmente são descobertos em situações não-específicas, ou seja, não são imediatamente sugestivos de redes (testes de predisposição hereditária a tumores ou de uma síndrome clínica causada pela secreção do hormônio anormal).

A Prevalência destes tumores é de 1 em 100 000 nascidos. Entre os tumores neuroendócricos e endodermais, as localizações mais comuns são os pulmões, íleo, apêndice ou reto.

Os tumores neuroendócrinos e Neuroectodérmicos incluem o câncer medular de tireóide, feocromocitoma e do paraganglioma.

O Diagnóstico desta doença deverá incluir uma extensa investigação por secreções hormonais e para uma possível associação com uma síndrome de predisposição hereditária do tumor, neoplasia endócrina múltipla, doença de von Lippel Hindau, neurofibromatose, etc.

Esta síndrome deve ser distinguida de uma extensão metastática, uma combinação de tumores esporádicos, ou uma forma não-herdado múltipla de redes.

A Diferenciação histológica e o estágio tumoral são fatores importantes para determinar o prognóstico de sobrevivência, que varia muito.

A localização da rede está intimamente ligada à atividade biológica e a associação de uma síndrome familiar, mas também constitui um fator de prognóstico.

A Abordagem clínica é baseada em tratamentos anti-tumorais e anti-secretora, mas também de uma gestão especializada e multidisciplinar.

Veja mais sobre tumor, tumor neuroendócrino, tumor no pulmão, tumor na tireóide, neurofibromatose, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

One response so far

Tumores Neuroendócrinos – Tumores nos Pulmões – Tumores no Reto – Tumores no Íleo

tumor neuroectodérmico - Tumor neuroendócrino

tumor neuroectodérmico - Tumor neuroendócrino

Esta doença é caracterizada por tumores neuroendócrinos definidos por um fenótipo comum que se caracteriza pela expressão de marcadores gerais e secreção hormonal.

Estes tumores podem estar localizados em qualquer parte do corpo e não são geralmente descobertos em situações específicas, ou seja, não são imediatamente sugestivos de tumores neuroendócrinos e tumores neuroectodérmicos por predisposição herdada ou nos casos de secreção anormal, tornando o diagnóstico mais complicado.

Os órgãos e regiões mais comum para apresentação destes tumores são os pulmões, íleo, apêndice e o reto.

Os tumores neuroendócrinos classificados como turmores neuroectodérmicos medular incluem o câncer de tiróide, feocromocitoma e paraganglioma. O diagnóstico de tumores neuroendócrinos deve ser considerado fazendo-se uma extensa investigação para as secreções hormonais e para uma possível associação com alguma síndrome que herdou uma predisposição, como por exemplo: neoplasias múltiplas endócrinas, Síndrome de Von Lippel-Hindau, Neurofibromatose, etc.

Esta síndrome deve ser distinguida de uma extensão metastática. A diferenciação e o estágio histológico tumoral são fatores importantes para determinar o prognóstico de sobrevivência, que varia muito.

Veja mais sobre tumores, sobre câncer e sobre síndromes e doenças raras acessando estas categorias no site ou os links desta página.

No responses yet